Vamos continuar correndo atrás… até quando?

poradilsonmartins

Vamos continuar correndo atrás… até quando?

É claro que você pode começar lendo os parágrafos iniciais deste artigo e perguntar-se: o que eu tenho a ver com isso? Sugiro que leia até o final, para obter a resposta aliado ao título!
Os latinos, em essência mais sublime os brasileiros, se utilizam do termo “estou correndo atrás” como se fosse um bordão de quem desponta no mercado, vive atarefado pelas rotinas ou assoberbado de atividades em sua mão de obra especializada. Na verdade, a proporcionalidade de distribuição deste tempo é aproximadamente: 75% com foco no passado, 20% com foco no futuro e apenas 5% com foco no presente, segundo o Prof. Luiz Sérgio Bueno de Mattos. De fato, a afirmação é uma verdade, quando não se planeja, não se consolida uma visão de futuro e principalmente é disciplinado no presente para alcançar os sonhos tão almejados. Coroado ainda pela máxima de Chico Xavier: se você não pode voltar ao passado e fazer um novo começo, mas pode começar agora e fazer um novo fim!

Está muito filosófico ou ainda não conseguiu entender? Vou traduzir com palavras breves e claras: estamos seguindo o fluxo de trabalho, vida e estudo ao estilo Zeca Pagodinho “deixa a vida me levar”, enquanto um meteoro de mudanças tecnológicas espetaculares começa a despontar nas economias mais desenvolvidas do planeta: a Internet 5G e a Indústria 4.0:
Vamos por partes:
– Internet 5G: Definido os parâmetros pela ITU (International Telecommunication Union), deve começar a funcionar em caráter comercial (público) a partir de 2017 na Coréia do Sul – hoje um dos maiores investidores em Pesquisa e Desenvolvimento do planeta. Nos Estados Unidos e Europa a partir de 2019 e especulações dizem que no Brasil deve começar a se normatizar a tecnologia a partir de 2022. Essa Internet não será apenas mais um recurso para os aficionados pelo WhatsApp ou Facebook, nem tão pouco para quem curte Netflix e Youtube: será a revolução da interação de equipamentos em tempo real com o ser humano. Traduzindo: permitirá ao seu carro operacionar pela Internet e interagir com outros veículos, evitando-se acidentes, obtendo informações de tráfego etc. A Internet 5G possui proposta diferenciada de oferta (através de espiral em todo o planeta Terra, eliminando-se a zona de sombra e aumentando a latência – tempo de resposta ao sinal).
– Indústria 4.0: Somente com a consolidação da Internet 5G será possível se chegar à Indústria 4.0 – mas, antes de mais nada, que história é essa de 4.0? Tido pelos especialistas como a quarta revolução industrial (1ª máquina a vapor, 2ª aço e energia elétrica; 3ª internet comercial e extensão tecnológica e 4ª indústria interativa automatizada), essa teoria nasceu na Alemanha e está ganhando grande velocidade de implementação em indústrias de ponta ao redor do mundo. Resumindo: as máquinas terão a capacidade de realizar análises, desenvolver tarefas e dar feedback (retorno) ao ser humano em tempo real. Vide a ficção no filme Homem de Ferro na interação de Tony Stark com seus painéis translúcidos de grafeno e os comandos de voz com sua armadura.
Vamos repetir a pergunta: e o que você tem a ver com isso?
Depende, se você vive em qualquer país deste planeta, certamente será afetado, mesmo que não concorde, ignore ou duvide: é lutar contra a maré com forte correnteza!
Tive o prazer de acompanhar a explanação deste conceito em uma empresa multinacional alemã, líder mundial na fabricação de painéis elétricos e eletrônicos na cidade de Osasco – região metropolitana de São Paulo, cuja afirmação de seu Presidente não deixa dúvida: desenvolvemos tecnologia!
E aí vem o alerta: devemos parar de correr atrás e começar a cercar à frente, buscando informações, aprendendo e desenvolvendo meios para definir em qual quadrante profissional iremos atuar:
a) no plantio desta tecnologia com o conhecimento de linguagem robótica, de programação computacional, inovações advindas deste conceito, fazendo-nos parte do futuro;
b) atuando na manutenção destes equipamentos sofisticados que beiram à tecnologia alienígena ou ainda sabendo como interagir e operar de maneira a extrair os resultados maximizados esperados por empresas e profissionais de alta performance;
c) continuar correndo atrás, sempre ouvindo falar mas sem saber o que é, enquanto o mercado profissional muda e eu continuo dizendo que não consigo enquadramento, que isso tudo é difícil, etc, etc.
Agora ficou simples compreender qual o recado: sair da passividade, da reclamação, da espera que alguém venha nos mostrar que a humanidade está evoluindo e fazer parte desta história de transformação que, silencioso como um tsunami, está à caminho com data marcada, enquanto tranquilamente, deitados em berços esplêndidos ao mar calmo da costa brasileira, desfrutamos do que já nos é oferecido, porque um dia corremos atrás com sacrifício e não como esses teóricos/estudiosos que “tem sorte” e colhem frutos maiores do que os meus. Inverta esses papéis e deixe o seu legado, sua marca e não passe despercebido na missão que lhe foi delegada nesta vida.
Quer ser diferente? Faça diferente! Seja a diferença…

Sobre o Autor

adilsonmartins administrator

4 Comentários até agora

José CarlosPostado em12:39 pm - jul 12, 2016

Ótimo texto, preparar-se para o que está para acontecer, com certeza é abandonar a máxima do “correr atrás” ser o nosso lema de vida

Daniel luiz da silvaPostado em5:19 pm - ago 6, 2016

Muito bom o texto “correr atras” como aprendemos em sala de aula nunca devemos correr atras e sempre a frente pois quem fica atras perde muito e tem coisas que a perca não recupera

Ana Carolina Albertino SenePostado em10:14 pm - maio 10, 2017

Muito bom…
Vivendo e aprendendo, vou cerca a frente para eu conseguir seguir as próximas gerações.

Renata MaríliaPostado em3:30 pm - jan 18, 2018

Ameiii o artigo e site de vocês, estão de parabéns, otimo conteudo e de facil entendimento, obrigada!

Deixe uma resposta