Carreira: este plano é seu ou da empresa?

porAdilson Martins

Carreira: este plano é seu ou da empresa?

Muitos profissionais ainda vivem na dependência da vida marcada pela Geração X de que a empresa detém os direitos sobre a sua vida profissional. Buscam uma posição no mercado e esperam receber o seu salário no quinto dia útil, apoiar-se nos benefícios oferecidos para a sua família e um dia, quiçá se o governo ou a saúde permitir, aposentar-se.
Saiba que este pensar está mudando e é um amargo, mas necessária temática a ser debatida na contemporaneidade. 
Assim como as empresas definem a sua Missão, Visão e Valores, quando organizadas e com estratégia mercadológica, também definem um bom e eficaz Plano de Carreira, visando demonstrar à sua equipe quais patamares trilhar em determinada escala de tempo ou meritocracia. Outra estratégia é aquela voltada à Retenção de Talentos, com Planos diferenciados para profissionais diferenciados.
Bom, independente disso, a pergunta para o profissional é: Qual é o Plano para a SUA Carreira? Isso faz pensar que a Carreira em si é do profissional e se estiver alinhada aos Plano da empresa, então este casamento tem tudo para dar certo.
No entanto, quando existem divergências entre o Plano Pessoal de Carreira e o Plano Empresarial de Carreira, há de se ponderar qual o mais viável e ter em mente o desapego total da estabilidade e benefícios oferecidos. Resumindo, o profissional deve ter em mente se deseja ser um assalariado ou abastado financeiramente, mas frustrado profissionalmente e imerso em estresse ou arriscando-se em negócio próprio ou partindo para outra opção de emprego e até ganhar menos, mas ter livre a consciência de que é feliz fazendo o que gosta!
Acredite, a segunda opção dará uma sensação de autorrealização e valorização do dinheiro recebido, enquanto no primeiro caso, por mais dinheiro que resulte, os relacionamentos serão abalados e a paz interior sofrerá turbulências que o profissional tentará amenizar nas posses materiais, vícios (cigarro, álcool e até drogas), além de problemas físicos e psicológicos.
Fator crucial para colocar em cheque: os seus valores profissionais estão alinhados aos valores da empresa? Se sim, a empresa cumpre os valores declarados ou são meras belas palavras estampadas numa base de vidro, próximo ao corredor de acesso geral?
Como a vida é feita de escolhas, pensar nestas indagações poderá levá-lo a uma carreira que lhe traga o senso de vitória interior e do VERDADEIRO sucesso, ou você pode optar em chegar à aposentadoria e descobrir que a única coisa que conquistou foi estresse e dinheiro.
Você já parou para pensar quando utilizará o seu Seguro de Vida? Aliás, você tem um Seguro para utilizar DURANTE a sua vida? Quantas vidas você tem e quais objetivos mais importantes você está perseguindo para deixar o seu legado para a humanidade quando não estiver mais caminhando por aqui? Lembre-se: só não é lembrado, quem nada deixou para ser lembrado, mas quem deixa, torna-se imortal, pois vive eternamente na lembrança das pessoas.
Uma adaptação ao texto bíblico original (Eclesiastes 5:10), continua contemporâneo: “Algumas pessoas são são pobres, que a única coisa que possuem é o dinheiro.”. Portanto, a pílula azul e vermelha do Matrix permanece à sua disposição, mas lembre-se: você conseguirá tomar apenas uma, pois a sua vida não retornará para mudar a escolha realizada.

Sobre o Autor

Adilson Martins administrator

Deixe uma resposta